Amanda Perobelli/ESTADÃO
Amanda Perobelli/ESTADÃO

Partido governante de El Salvador condena "ataque de juízes" contra Lula

O secretário-geral da FMLN, Medardo González, publicou a mensagem em suas redes sociais e expressou sua solidariedade ao ex-presidente brasileiro

EFE

07 Abril 2018 | 01h11

SAN SALVADOR - O partido governante de El Salvador, a Frente Farabundo Martí de Libertação Nacional (FMLN), condenou nesta sexta-feira, 6, o "ataque de juízes" brasileiros contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"Condenamos o ataque de juízes, orquestrado pela direita brasileira, contra o companheiro Lula, que durante seu mandato presidencial tirou da miséria mais de 30 milhões de brasileiros", publicou nas suas redes sociais o secretário-geral da FMLN, Medardo González.

+++ Lula pretende se entregar no sábado em São Paulo, após missa para Marisa Letícia

O ex-guerrilheiro, que expressou sua solidariedade ao ex-presidente, atribuiu a condenação de 12 anos e um mês de prisão contra o dirigente do PT a uma tentativa de "impedir que Lula participe" nas eleições presidenciais de outubro.

A ordem de prisão do juiz Sergio Moro concedeu a Lula um prazo que terminou às 17h desta sexta-feira para entregar-se e começar a cumprir a condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Lula ignorou o ultimato e permanece na sede do Sindicato de Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, em São Paulo, sem esclarecer se se entregará depois ou se esperará que a polícia vá buscá-lo. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.