Partido de Marina Silva alcança 550 mil assinaturas

O partido que a ex-senadora Marina Silva pretende fundar, a Rede Sustentabilidade, alcançou a marca de 550 mil assinaturas e vai aproveitar agendas públicas, como os jogos da Copa das Confederações, para alcançar 800 mil apoiadores. A próxima fase da coleta é, segundo ela, conquistar mais 250 mil assinaturas para suprir uma perda de 25% a 30% de fichas preenchidas com algum tipo de erro ou letra ilegível.

ALINE BRONZATI, Agência Estado

15 Junho 2013 | 15h05

"Queremos ter segurança total. Vamos chegar a 800 mil para evitar qualquer problema de falta de assinaturas em função da perda de 30%. Vamos continuar mobilizados. Toda a militância está a pleno vapor", disse ela, em conversa com a imprensa, após participar de evento que marcou o alcance da marca de 500 mil assinaturas.

São necessárias, conforme Marina, 490 mil assinaturas para a criação do partido e registro da sigla junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas o objetivo da Rede Sustentabilidade é chegar à marca de 800 mil até 7 de julho. "Ainda temos muitas assinaturas para cadastrar. Temos cerca de 200 mil assinaturas que ainda não foram cadastradas", observou Marina.

A Rede Sustentabilidade encerra a coleta de assinaturas em 7 de julho próximo para que possa iniciar no dia 1º de agosto os processos de registro da sigla perante a Justiça Eleitoral. O número de assinaturas certificadas, segundo integrantes do partido, deve ser fechado na próxima semana.

O Estado de maior concentração da coleta de assinaturas foi, até o momento, São Paulo, seguido por Rio de Janeiro e Minas Gerais. Rio Grande do Sul, Maranhão e Distrito Federal vêm em seguida. "Desconfio que, proporcionalmente, o Acre tem mais participação", brincou Marina, numa referência ao Estado em que nasceu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.