Parlamentares pernambucanos reforçam PSB no apoio ao ministro da Integração

Políticos de diferentes partidos, provenientes do Estado, compareceram à audiência sobre denúncias de irregularidades no Ministério comandado por Fernando Bezerrra Coelho

Andrea Jubé Vianna, de O Estado de S.Paulo

12 de janeiro de 2012 | 16h06

BRASÍLIA - A bancada de Pernambuco compareceu em peso à audiência da Comissão Representativa do Congresso convocada para ouvir o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, sobre as recentes denúncias de irregularidades na pasta e nepotismo. Da mesma forma, parlamentares do PSB - partido do ministro - que não fazem parte da comissão, se fizeram presentes para reforçar a defesa de Bezerra Coelho.

 

"É um gesto político de solidariedade a Fernando Bezerra, é uma injustiça o que se faz com o ministro", defendeu o deputado João Paulo Lima (PT-PE), ex-prefeito de Recife e aliado do governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos, padrinho político do ministro.

 

O único pernambucano que efetivamente integra a Comissão Representativa é o líder do PT no Senado, Humberto Costa, que tem feito uma defesa veemente do ministro. No entanto, além dele e de João Paulo, se fizeram presentes os deputados Pedro Eugênio (PT-PE) e Carlos Eduardo Cadoca (PSC-PE). Do PSB, compareceu a senadora Lídice da Mata (BA), que também não compõe o colegiado, mas veio reforçar a bancada de apoio ao ministro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.