Parlamentar do PT em protesto não é recomendável, diz Genoino

O presidente nacional do PT, José Genoíno, disse hoje, em solenidade no Grupamento de Fuzileiros Navais, em Brasília, pouco antes de os radicais de seu partido discursarem na manifestação contra a reforma da Previdência, que, politicamente, não é recomendável a participação de parlamentares petistas no evento promovido hoje pelos servidores públicos. Genoíno, no entanto, adiantou que não haverá punição para quem discordar dessa orientação. "Nenhum petista está proibido de participar de qualquer manifestação", observou. "Mas a bancada do PT é governo, defende governo e não é oposição." Questionado sobre as declarações da senadora Heloísa Helena (PT-AL) a favor da manifestção de hoje, Genoíno disse que não pretende polemizar com a senadora. "A situação dela está dependendo de parecer do Diretório Nacional", lembrou. "Por isso, não pretendo comentar a respeito." O presidente do PT disse que o partido entende que o ato público dos servidores contra a reforma da Previdência "é natural" e admitiu que há conflito entre os servidores e o governo sobre alguns pontos da reforma. O partido, porém, discorda das palavras de ordem dos manifestantes, como a retirada da proposta de reforma e mudanças no principal eixo do texto encaminhado pelo governo ao Congresso. "Nossa proposta não é contra os servidores. Temos 21 milhões de pessoas na Previdência, mas desse total 12 mil recebem salário mínimo, e a média de benefícios do INSS é de apenas R$ 380,00. Nós discordamos da postura dos servidores que se consideram traídos. Nossa proposta de reforma visa a melhorar as aposentadorias no Brasil.", afirmou. Genoíno esclareceu ainda que a reunião marcada hoje para as 13 horas entre representantes dos servidores e os ministros da Casa Civil, José Dirceu, da Previdência, Ricardo Berzoini, e Secretaria-Geral da Presidência, Luiz Dulci, foi uma determinação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.