Parente diz que não quer presidir a Petrobras

O ministro-chefe da Casa Civil, Pedro Parente, disse que não tem intenção de assumir outra função além do cargo que ocupa na Presidência da República. Conforme notas divulgadas pela imprensa, o nome de Parente estaria sendo cotado para assumir a presidência da Petrobras. "Se o senhor presidente Fernando Henrique Cardoso perguntasse a minha opinião, eu seria contra a mudança na presidência na Petrobras", afirmou. Pedro Parente disse que Henri Philippe Reichstul deve continuar à frente da Petrobras. "Não tenho a menor dúvida disso. Ele está fazendo um bom trabalho", completou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.