Parente distante de Lula participou de invasão

O sem-terra Domingos Barbosa da Silva, de 61 anos, que no dia 29 de julho engrossou o contingente de invasores da fazenda São Domingos, em Sandovalina, se orgulha de ter um parentesco distante com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Ele é meu primo, mas não sei em que grau." Silva explica que o bisavô do presidente, de cujo nome não se lembra, era irmão do seu bisavô, Francisco Barbosa da Silva, que nasceu em Garanhuns, terra da família de Lula. "Meu bisavô foi morar em Pesqueira, uma cidade próxima, mas as famílias tinham muito contato naquela época." Silva conta que deixou o Estado de Pernambuco quando tinha 9 anos. Antes de se transformar em sem-terra, há dez anos, rodou o Brasil. Ele só conhece o "primo distante" por fotografias e pela televisão, mas sempre acompanhou sua trajetória. "Votei nele todas as vezes que foi candidato." Silva engajou-se no MST depois de uma separação. Ele tem 7 filhos "espalhados por esse Brasil". Nos últimos anos, viveu em um barraco no acampamento Margarida Alves, em Sandovalina.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.