Parente critica ação da PM contra PF do Maranhão

O ministro-chefe da Casa Civil, Pedro Parente, disse hoje que não teve informações sobre o episódio em que policiais militares do Maranhão acompanharam, quarta-feira, um oficial de Justiça para cumprir um mandado de busca e apreensão numa residência alugada pelo serviço de inteligência da Polícia Federal em São Luís.Ele observou, no entanto, que não é razoável que se atrapalhem investigações da PF. "Não se pode evitar que a Polícia Federal cumpra suas obrigações, como o combate ao narcotráfico, que tem muita relevância para a sociedade. Qualquer coisa que se faça para prejudicar esse trabalho não é razoável", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.