Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Parecer é "arremedo de reforma", diz Aleluia

O líder do PFL na Câmara, José Carlos Aleluia, disse hoje que considera "um arremedo de reforma, que não merece mais a atenção e o espaço que lhe deu a sociedade" o parecer do deputado José Pimentel (PT-CE) sobre a reforma da Previdência, que será apresentado ainda hoje à comissão especial. Segundo Aleluia, a nova versão da reforma da previdência não vai impressionar os agentes econômicos. Para ele, no máximo o projeto pode melhorar o caixa do governo, que na realidade está fazendo a reforma por "interesse e conveniência", e não por convicção. Aleluia disse que a reforma da Previdência, desde que foi proposta pelo governo, já teve três eixos: o primeiro, a contribuição dos inativos, que agora depende do confronto de forças políticas na votação em plenário; o fim da paridade e da integralidade dos salários, que foi quebrado; e o futuro da reforma com fundos complementares, que à primeira vista são inviáveis, o que tornará o sistema pior do que é hoje. Aleluia completou que o discurso de campanha está sendo traído. "Seria bom que o governo lesse Sheakspeare para saber que a traição vive com medo de ser traída".

Agencia Estado,

17 de julho de 2003 | 10h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.