''''Parece animador de auditório'''', reage presidente do DEM

O deputado Rodrigo Maia (RJ), presidente do DEM, afirmou ontem que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao jogar a oposição contra a sociedade, "se porta como animador de auditório, e não como presidente da República". O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), disse que Lula "tem a conformação psicológica e política do demagogo tradicional sul-americano". E definiu: "É o líder negativo. Argumenta para que as pessoas se submetam a ele."Maia disse que o Brasil está parecendo "um estado nazista, em que um partido se mistura com o poder". Virgílio concordou com Lula num ponto: "O governo do PSDB não fez mesmo essas coisas. O PSDB não comete ilegalidades." Virgílio disse que, no governo, Lula só enxerga a si mesmo: "Ninguém floresce à sombra dele, que vai largando os companheiros pelo caminho à base do ?eu não sabia?".O deputado fluminense estranhou a vinculação do programa Territórios da Cidadania ao Ministério da Reforma Agrária: "É, no mínimo, esquisito." E plantou a semente da discórdia: "O PMDB, que tem o Ministério da Integração Nacional, ficou de fora. Aliás, as duas bolsas criadas este ano foram para ministérios comandados por petistas", ironizou.MANIPULAÇÃOO deputado Antonio Carlos Magalhães Neto, líder do DEM na Câmara, disse que o programa Territórios da Cidadania tem "inconstitucionalidades flagrantes" e notório sentido eleitoreiro. Ele pregou que Lula "tem de ser responsável e respeitoso com a oposição". E constata que o programa foi criado por decreto-lei: "Não foi nem por medida provisória", reclamou.ACM Neto disse que a oposição agiu de forma equilibrada e responsável, entrando com uma ação direta de inconstitucionalidade para questionar a legitimidade do programa. Segundo ele, a ação do DEM visou a proteger o interesse público "contra um programa que pretende induzir um cenário eleitoral". Cobrou que Lula reconheça o papel da oposição, assim como a oposição reconhece as tarefas do governo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.