Parceria resulta em núcleo de pesquisa

Um acordo de cooperação técnica firmado entre o Superior Tribunal de Justiça (STJ), a Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam), a Escola de Magistratura do Rio de Janeiro (EMERJ) e a Universidade Estácio de Sá (RJ) criou, esta semana, o Núcleo de Pesquisa Jurídica. O objetivo é formar linhas de pesquisa sobre temas que apontem caminhos para a Justiça atender de forma mais eficaz as demandas da sociedade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.