Paraná cria comissão para acelerar assentamento

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, disse nesta terça-feira, em Curitiba, que o ministério vai atuar em parceria com o governo do Estado do Paraná para vistoriar e adquirir terras para a reforma agrária. Uma comissão já foi criada para formular uma proposta de assentamentos definitivos e provisórios.O governador Roberto Requião (PMDB) pediu uma trégua nos conflitos entre sem-terra e proprietários de terra. A comissão será formada pelo secretário da Agricultura e vice-governador Orlando Pessuti, pelo secretário de Emprego, Trabalho e Promoção Social, Padre Roque Zimermann, e por membros do Incra.Entre os objetivos estão a definição do volume de terras e de recursos necessários, estratégias de aquisição, qualificação de assentamentos e assistência técnica aos assentados. A proposta será submetida à análise do Movimento dos Sem-Terra (MST).Segundo Rossetto, o governo federal tem "medidas ousadas" para a reforma agrária, entre elas a assistência técnica total para todos os assentamentos do Paraná. Ele espera que o trabalho da comissão crie um "ambiente de paz e produção no campo do Paraná": "Vamos ampliar os recursos para o Paraná, pois acreditamos que as famílias que querem trabalhar, produzir e ajudar Estado e o Brasil a se desenvolverem merecem todo nosso respeito", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.