Paraná ainda não é oficialmente área livre de transgênicos

O Ministério da Agricultura espera que o governo do Paraná encaminhe pedido formal para que o Estado seja reconhecido como área livre de transgênicos e seja excluído das regras da Medida Provisória 131, de 26 de setembro. A expectativa é do Secretário de Defesa Agropecuária, Maçao Tadano. ?Há alguns dias, o governo do Paraná nos enviou pedido de liberação por fax, mas esse não é o instrumento hábil para isso. Precisamos de uma solicitação formal?, afirmou o secretário. O Paraná quer ser reconhecido como área livre. Na última terça-feira, 14, projeto aprovado no Estado proibiu o cultivo, manipulação, importação, industrialização e venda de alimentos geneticamente modificados até 31 de dezembro de 2006. O governador Roberto Requião (PMDB) tem posição contrária aos transgênicos e afirmou, em várias oportunidades, que o fato do Paraná ser livre de transgenia faz o Estado ganhar mercados. Ao fazer o pedido, acrescentou o secretário, caberá aos estados informar que tipo de análises foram feitas para comprovar que as lavouras não são transgênicas.?Não é só formular o pedido. É preciso fundamentação técnica e científica. Quem assinar o pedido será responsável pelasinformações?, advertiu Tadano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.