Paralisação de funcionários do INSS chega a 40% em SP

Funcionários do INSS iniciaram, na manhã desta terça-feira, uma paralisação de 72 horas, em todo o País. No Estado de São Paulo a greve atingiu 40% dos trabalhadores. Na capital paulista, das 26 agências de atendimento, 13 não funcionaram, uma atendeu o público parcialmente e 12 prestaram seus serviços normalmente. O índice de paralisação na cidade ficou em 54%.Já na Grande São Paulo, de um total de 15 unidades, 11 permaneceram fechadas e quatro funcionam normalmente. Na região metropolitana, a adesão ao movimento de greve ficou em 73%.No interior do Estado, onde existem 125 agências, a paralisação atingiu 20 unidades, 21 funcionaram parcialmente e em 83 não houve suspensão dos serviços. Nessa região, o índice de paralisação foi de 33%.PeríciasO INSS ressalta que as perícias médicas agendadas estão sendo realizadas mesmo nas agências que aderiram à paralisação. Já nas unidades com atendimento parcial, os serviços previamente agendados, como é o caso de protocolos de aposentadorias, pensões, entre outros, estão mantidos.Para obter informações sobre o funcionamento das unidades de atendimento nesse período, os usuários devem ligar para o PREVFone (0800 78 0191) A paralisação dos servidores está prevista para ocorrer de hoje (30) até quinta-feira (1º).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.