Paraguaios de SP pedem volta de Lugo ao poder

A comunidade paraguaia de São Paulo está realizando um protesto em frente ao escritório da Presidência da República na capital paulista, onde a presidente Dilma Rousseff se encontra nesta quinta com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Sob gritos de "Paraguai, escucha tu lucha, es nuestra lucha", eles pedem a restituição ao poder do presidente Fernando Lugo, que sofreu impeachment. A agenda da presidente previa um encontro entre Dilma e Lula, mas a Presidência não confirma se o encontro já ocorreu ou se Dilma e Lula ainda estão reunidos.

GUILHERME WALTENBERG, Agência Estado

28 de junho de 2012 | 16h58

Segundo o líder da comunidade paraguaia em São Paulo, Vicente Gamarra, o objetivo do ato é chamar a atenção da presidente brasileira para o problema de seu país. "Tirá-lo do poder não foi legítimo", disse. Outras organizações, como a Força Sindical, a Central Única dos Trabalhadores (CUT), o Movimento Político Marcha Patriótica da Colômbia e a União Nacional de Camponeses de Moçambique, se uniram ao protesto.

"Nos unimos na luta dos companheiros paraguaios para retomar o poder. Consideramos (o impeachment) um golpe de estado", afirmou Gustavo Florentin, líder da Organização de Luta pela Terra do Paraguai. Florentin afirma ainda que a presença da presidente Dilma foi o motivo para a realização do protesto no local.

Tudo o que sabemos sobre:
DilmaLulaSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.