Para Zeca do PT, quem não votar reformas deve sair do partido

Ao defender as propostas do governo de reformas previdenciária e tributária, o governador do Mato Grosso do Sul, Zeca do PT, afirmou que considera normal o debate sobre as sugestões. "Mas quem não votar (as reformas), ou sai do partido ou deve ser saído". Zeca do PT, que participou no Itamaraty da reunião entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente da Bolívia, Sanchez de Louzada.O governador classificou como um absurdo os fatos ocorridos nos últimos dias em que parlamentares petistas mostraram reação pública às propostas do governo. "É uma manifestação clara de antagonismo. Eles não estão respondendo com o mesmo carinho e respeito que o governo e representantes do partido estão tendo com eles. O governo quer dialogar e eles dão uma demonstração exatamente do contrário", afirmou o governador.Veja o índice de notícias sobre as reformas

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.