Para Yeda, artigo de FHC 'recoloca as coisas no lugar'

A governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), disse que o artigo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), publicado pelos principais jornais do País no domingo "recoloca as coisas em seu devido lugar".

ELDER OGLIARI, Agencia Estado

09 de fevereiro de 2010 | 19h48

Para Yeda, o texto do ex-presidente foi definitivo e mostrou que "comparar estatísticas do passado não assusta mesmo". Em nota distribuída à imprensa, a governadora sustenta que "ninguém faz do Brasil o que ele é hoje em oito anos de governo" e lembra que "a maior distribuição de renda, a inclusão ao mercado consumidor, o movimento circular em que benefícios sociais demandam mais produção, com mais consumo, gerando mais impostos e riquezas é um processo de gerações".

A tucana afirma ainda que, "ao contrário do que disse a ministra (chefe da Casa Civil) Dilma Rousseff, o caminho do PT não é o melhor". E na linha das comparações, ressalta, referindo-se ao PSDB, que "quem soube formular o Plano Real para a estabilidade, o Bolsa-Escola para a Educação e outros serviços básicos é que pode formular o melhor caminho para o futuro que nos espera. Sem medo".

Em seu artigo, FHC afirmou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva "passa por momentos de euforia que o levam a inventar inimigos e enunciar inverdades" numa guerra imaginária, na qual "distorce o ocorrido no governo anterior". Também enumera feitos de sua gestão para, no final, provocar os adversários com a frase "se o lulismo quiser comparar, sem mentir e sem descontextualizar, a briga é boa".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.