Para Temer, criação de partido por Kassab é 'legítima'

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), classificou hoje como "legítima" a criação de um novo partido pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM). A declaração foi feita após reunião da Coordenação Estadual do PMDB de São Paulo, no escritório político de Temer, na zona oeste da capital paulista. "Criar um partido não é fácil. Acho que é legítima a tentativa", disse o vice-presidente.

DAIENE CARDOSO, Agência Estado

18 de março de 2011 | 13h20

Temer não quis entrar no mérito da discussão sobre uma possível estratégia dos aliados de Kassab de criar uma legenda e, assim, não serem punidos por infidelidade partidária. "Não vou criticar", resumiu.

Questionado sobre se o PMDB estadual havia desistido, definitivamente, de incorporar o prefeito de São Paulo e os aliados dele na sigla, o vice-presidente disse apenas que a agremiação está aberta "a incorporar o maior número de filiados" e que a decisão do democrata deve ser respeitada. "O Kassab tem o ritmo dele", afirmou.

Mais conteúdo sobre:
KassabpartidoPDBMichel Temer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.