Para Temer, Conselho Político se destina a ´ações concretas´

O presidente nacional do PMDB, deputado Michel Temer (SP), ao sair da reunião do Conselho Político com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto, declarou-se satisfeito, a exemplo de outros dirigentes de partidos aliados ao governo. "Essa reunião não se destina apenas a uma foto, mas a ações concretas. Dentro de 45 dias, os partidos vão apresentar ao presidente Lula suas propostas para as reformas política e tributária. Portanto, saímos com essa missão", afirmou Temer. O deputado ressaltou a importância da decisão do presidente de ouvir todos os dirigentes dos partidos integrantes do Conselho sobre as propostas de medidas de natureza econômica. Segundo Temer, a reunião desta quarta-feira do Conselho não era o foro apropriado para se discutir a disputa pela presidência da Câmara dos Deputados, que é uma questão "típica do legislativo". Embora sem ter feito ainda um levantamento sobre o tamanho da base aliada, Temer assegurou que o governo terá maioria ampla de votos na Câmara. Segundo seu relato, também não foi discutida na reunião a questão da distribuição de cargos em ministérios aos partidos aliados. "Quando estiver em discussão a execução das políticas, em outra fase, o presidente vai decidir", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.