Para Tarso, Campos revê história recente ao citar Serra

O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), afirmou que Eduardo Campos (PSB) faz uma "revisão da história" ao dizer que há mais afinidade com José Serra (PSDB) do que com integrantes da base aliada ao governo federal. Tarso participou em Brasília (DF) do lançamento da candidatura do deputado federal Paulo Teixeira (SP) à presidência do PT.

EDUARDO BRESCIANI, Agência Estado

22 de março de 2013 | 21h17

"Há uma distância enorme entre as propostas dele (Serra) para o País e o sistema de alianças que dá suporte a essas propostas. Ele esteve junto com o Democratas, com a direita conservadora, com toda a centro-direita do País, portanto, uma constatação como essa é quase uma revisão da história recente do país que não pode ser aceita", declarou o governador petista.

Em seu discurso no evento, o deputado Paulo Teixeira afirmou que a legenda precisa trabalhar para segurar aliados à esquerda na base e fez menção às movimentações de Campos. "Temos de ter uma relação mais próxima com os partidos de esquerda, ainda que tenhamos um dos partidos se insinuando para a disputa presidencial, temos que dizer para ele que o lado dele é o de cá".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.