Pará só tem 2 candidaturas vetadas pela Lei Ficha Limpa

Somente dois candidatos a deputado estadual tiveram seus registros indeferidos pelo Tribunal Regional Eleitoral do Pará por causa da lei da Ficha Limpa, mas outros 250, de um total de 820 inscritos, também estão fora do pleito de outubro porque suas contas haviam sido rejeitadas. O ex-prefeito de Itaituba, no oeste do Estado, Roselito Soares, e o vereador por Belém, Nadir Neves, anunciaram que pretendem recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para garantir as candidaturas.

CARLOS MENDES, Agência Estado

07 de agosto de 2010 | 09h41

O presidente do TRE paraense, desembargador João Maroja, perguntado sobre divergências dos tribunais quanto à interpretação da Ficha Limpa, disse que cada caso precisa ser analisado de acordo com suas peculiaridades. "Cada caso é um caso, temos matérias com fundos diferentes. Aqui nós rejeitamos, mas também aprovamos candidaturas com base na lei. Lembro que para todos os casos cabem recursos o TSE".

Ele se referia aos processos em que os candidatos ao Senado Jader Barbalho (PMDB) e Paulo Rocha (PT) tiveram suas candidaturas aprovadas pelo Tribunal, apesar de terem renunciado ao mandato para escapar de processo de cassação.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2010ParáFicha Limpa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.