Para Serra, denúncias decorrem de 'brutal centralização'

O ex-governador de São Paulo José Serra avaliou hoje que as denúncias sobre um suposto esquema de irregularidades no Ministério do Esporte envolvendo o ministro Orlando Silva (PCdoB) decorrem de uma "centralização descomunal" do governo federal na aplicação de recursos. O tucano ressaltou que as recentes denúncias já haviam sido noticiadas pela imprensa nos últimos anos e que o governo federal não agiu em prol de uma investigação. "Isso é reflexo de uma brutal centralização que tem ocorrido no Brasil nos últimos anos", afirmou. "Uma centralização descomunal, que facilita a manipulação e o loteamento", acrescentou.

GUSTAVO URIBE, Agência Estado

17 de outubro de 2011 | 22h21

Na avaliação dele, diante das reportagens publicadas pela imprensa, o governo federal deveria ter feito uma intervenção há muito tempo. "O governo anterior e esse governo também deram continuidade ao esquema que já era conhecido", disse. "E agora, mais uma vez, ele vem atrás do acontecimento, e não à frente", criticou.

O ex-governador de São Paulo ressaltou ainda que a descentralização de atividades, inclusive de recursos, é uma das bandeiras do PSDB. O tucano participou hoje de evento de lançamento de livro que comemora os 20 anos da Força Sindical, na capital paulista.

Tudo o que sabemos sobre:
EsporteOrlando SilvaSerraescândalo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.