Para Serra, aprovação de terreno para Lula 'não é nada demais'

Pré-candidato tucano foi cuidadoso ao tratar do assunto conduzido por Kassab, seu aliado

Ricardo Chapola, do estadão.com.br,

20 de abril de 2012 | 16h04

SÃO PAULO - O pré-candidato do PSDB à Prefeitura de São Paulo, José Serra, disse na quinta-feira, 19, que "não vê nada de mais" na aprovação do projeto que contempla a concessão de um terreno para o Instituto Lula. O tucano participou de um encontro com empresários na Associação Comercial de São Paulo, na Lapa (zona oeste de SP). A proposta foi encaminhada pelo prefeito Gilberto Kassab (PSD) até a Câmara.

O pré-candidato mostrou cuidado para tratar do assunto conduzido pelo prefeito, que é seu aliado na campanha e cujo partido disputa espaço na vaga de vice na chapa. Além do PSD, estão na briga o DEM e também o próprio PSDB.

Por outro lado, o líder tucano na Câmara, o vereador Floriano Pesaro, não mostrou a mesma preocupação e considerou a cessão do terreno "um desrespeito à democracia". "É um desrespeito à democracia ter o Instituto Lula como dono do espaço", argumentou Pesaro, adiantando que o substitutivo propõe que o terreno seja cedido através de concessão onerosa, para que haja então licitação e compra do espaço.

Pesaro ainda afirmou que a área desapropriada pela prefeitura só poderia ser doada na condição de que a entidade que a ganhasse fosse sem fins lucrativos e de direito público. O vereador destacou que não é o caso do Instituto Lula, que é de direito privado.

Tudo o que sabemos sobre:
José SerraInstituto LulaLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.