Para Sensus e CNT, queda de Serra se deve às críticas contra Lula e Dilma

O presidente do Sensus, Ricardo Guedes, citou como exemplo as críticas de Índio da Costa (DEM) associando o PT ao narcotráfico e às Farc

Carol Pires / BRASÍLIA - Estadão.com.br,

05 de agosto de 2010 | 13h46

O presidente da CNT, Clésio Andrade, avaliou que a queda de José Serra na pesquisa de intenção de votos, pode ser explicada pelo aumento de críticas feito pela campanha dele contra um presidente popular e a candidata dele, a presidenciável do PT, Dilma Rousseff.

 

O presidente do Sensus, Ricardo Guedes, citou como exemplo as críticas que o candidato a vice na chapa tucana, Índio da Costa (DEM), lançou contra Dilma e Lula, associando-os ao narcotráfico e às Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

 

"A população pensa: como um candidato pode criminalizar alguém que está fazendo bem à população?", disse Guedes, ao analisar que este tipo de crítica se converte negativamente contra a pessoa que critica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.