Para Sarney, Dirceu é vítima de notícias impróprias

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), afirmou hoje que é ?meramente especulativa? a denúncia publicada pela revista Veja de que ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, seria um dos articuladores do negócio de R$ 10 milhões envolvendo o PT e o PTB. Sarney disse que Dirceu está sendo "vítima de notícias impróprias". "As notícias estão sendo muito rigorosas e até mesmo impróprias em relação ao ministro José Dirceu", afirmou Sarney, ao reconhecer que na reta final das campanhas municipais o número de denúncias está aumentando. Sarney saiu em defesa de Dirceu sem que ninguém tivesse feito pergunta específica sobre o ministro da Casa Civil. "A matéria não tem nenhum fato. Não entra na minha cabeça que possa ocorrer alguma coisa dessa natureza", completou. O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio Neto (AM), fez um requerimento, que ainda não foi apresentado à Mesa do Senado, propondo a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a denúncia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.