Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Para Rossetto, declaração de Stédile não colabora com diálogo

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto, disse que as declarações do líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) João Pedro Stédile "não colaboram com a construção de um ambiente de diálogo, de um ambiente organizado por uma reforma agrária que está sendo e será feita em terras ociosas e improdutivas". O ministro disse que tem criticado de forma enérgica todas as manifestações que de alguma forma não colaboram com este ambiente. Rossetto afirmou que há conflitos históricos no campo brasileiro, especialmente em algumas regiões do País. "Estamos trabalhando com muita determinação, de tal forma que esta agenda de violência seja uma agenda do passado", acrescentou. Para Rossetto, é preciso construir "uma agenda do futuro", onde os conflitos sejam resolvidos com "respeito à lei, ambiente de diálogo e de negociação permanente". Rossetto fez os comentários após audiência com o governador gaúcho, Germano Rigotto (PMDB). No encontro, ao contrário do que estava previsto, não houve a assinatura de convênio de cooperação entre os dois governos para o assentamento de 1.500 famílias no período de um ano. O ministro justificou que o convênio ainda está sendo formatado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.