Para Rigotto, resultado de pesquisa é alentador

O governador do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto (PMDB), considera alentador aparecer com 2% e 3% das intenções de voto para a presidência da República nas duas simulações em que é citado na pesquisa feita pelo Ibope para a revista IstoÉ. Os índices são maiores do que 1,1% que tinha em maio de 2002, quando disputava o governo do Estado, lembrou Rigotto, que acredita numa disparada semelhante à daquela eleição quando começar a aparecer na mídia e na campanha eleitoral como a terceira via entre o PT e o PSDB, se for confirmado como candidato do PMDB. Para o governador gaúcho, os porcentuais atuais também são bons se for considerado que entre os adversários na simulação estão um presidente (Lula) que já foi candidato quatro vezes, o governador do Estado mais rico do País (Geraldo Alckmin) e o prefeito da maior cidade do Brasil (José Serra). "Aparecer com 3% agora é repetir, em melhores condições, um filme do qual eu já fui protagonista", comentou, animado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.