Para Raupp, acordo sobre royalties sai semana que vem

O presidente do PMDB, senador Valdir Raupp (RO), estimou hoje que até o início da próxima semana os parlamentares dos Estados não produtores e produtores de petróleo chegarão a um acordo em relação ao texto do projeto de lei que trata da repartição dos royalties e das participações especiais. Uma das hipóteses que, segundo ele, facilitaria o entendimento, seria uma iniciativa da presidente Dilma Rousseff de conciliar os dois lados na reunião do coordenação política do governo, na segunda-feira.

ROSA COSTA, Agência Estado

30 de setembro de 2011 | 20h00

Ele lembrou que a urgência se deve à votação, na terça-feira, do veto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao item incluído no marco regulatório de partilha que distribui os royalties igualmente para todos os Estados. Raupp está convencido de que na falta de uma proposta que agrade os dois lados, o veto será derrubado pelos deputados. "A grande maioria da Câmara quer derrubar o veto e isso é pior para todo mundo", alegou. "Tal fato levará os Estados produtores a recorrerem ao Supremo Tribunal Federal (STF), será uma guerra judicial de prazo indeterminado", disse.

Raupp acredita que o senador Francisco Dornelles (PP-RJ), um dos mais envolvidos na questão, vai ajudar a encontrar uma solução para o problema, por acreditar que ele é "bem mais moderado do que o governo do Rio de Janeiro e o Lindbergh", afirmou. Ele explicou que sua avaliação se deve à comparação que faz com as posições do governador Sérgio Cabral (PMDB-RJ) e do senador Lindbergh Farias (PT-RJ).

Já o líder do governo no Congresso, senador José Pimentel (PT-CE), informou, por intermédio de sua assessoria, que só na segunda-feira é que saberá como a situação se desenrolar. "Ele fará um apanhado de tudo, inclusive do que for conversado na reunião da coordenação política", afirmou o assessor.

Mais conteúdo sobre:
Raupproyalties

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.