Para Planalto, Dilma venceu batalha após depor emocionada

Clima no Planalto é de comemoração após depoimento da ministra em comissão do Senado sobre PAC e dossiê

Leonencio Nossa, de O Estado de S.Paulo,

07 de maio de 2008 | 19h58

O clima no Palácio do Planalto foi de comemoração pelo longo depoimento, nesta quarta-feira, 7, da ministra da Casa Civil, Dilma Roussef, na Comissão de Infra-Estrutura do Senado. Por meio de assessores, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que "era isso o esperado". Veja também:Fórum: A ida de Dilma ao Senado ajuda a esclarecer o dossiê FHC? Enquete: Na sua opinião, a ministra Dilma saiu fortalecida da sabatina no Senado Dilma defende Matilde Ribeiro e fala de gastos sigilosos  Dilma comenta vazamento do dossiê contra FHC  Entenda a crise dos cartões corporativos  Dossiê FHC: o que dizem governo e oposição Ministra se exalta ao responder a provocações 'Quando deixar Presidência, Lula abrirá gastos', diz Dilma O balanço do PAC Lula assistiu a trechos do depoimento num monitor de tevê instalado no seu gabinete, no terceiro andar. Ao longo da tarde, entre uma audiência e outra, o presidente e ministros mais diretos, como os da Comunicação Social, Franklin Martins, e de Relações Institucionais, José Múcio, viram juntos partes do debate, fazendo avaliações positivas. Segundo fontes do Palácio, Dilma Rousseff venceu a batalha, na opinião dos três, logo no início do depoimento, quando afirmou, em resposta ao senador José Agripino (DEM-RN), "em tom ao mesmo tempo emocionado e objetivo", na visão das fontes, ser preciso mentir sob tortura para livrar companheiros da morte no auge da repressão da ditadura militar. Na visão do Planalto, o caso do suposto dossiê que teria sido produzido na Casa Civil para atemorizar a oposição na CPI dos Cartões Corporativos, motivo que levou a oposição a obter a convocação da ministra, ficou em segundo plano, suplantado pelos dados do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). O ministro de Relações Institucionais considerou "positivo" o depoimento. "Ela se saiu bem, conforme o previsto", disse José Múcio a assessores. Nas conversas com os jornalistas, os assessores do Planalto procuravam demonstrar sobriedade e distanciamento ao analisar o depoimento, mas em alguns gabinetes era visível o clima de euforia com o desempenho da ministra da Casa Civil.

Tudo o que sabemos sobre:
Dilma Roussef

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.