Para petistas, Lembo deve aceitar ajuda federal para combater PCC

A bancada estadual do PT quer que o governador de São Paulo, Claudio Lembo, aceite a ajuda oferecida pelo governo federal para conter a onda de ataques que está ocorrendo em todo o Estado. "A bancada do PT é favorável à já oferecida cooperação do governo federal no combate à violência e ao crime organizado e defende que a situação seja tratada com bom senso, firmeza, apoio às instituições, respeito às leis e ao Estado Democrático de Direito", afirmam os parlamentares da legenda.Os deputados do PT na Assembléia alegam que a crise na área da Segurança Pública no Estado de São Paulo é antiga e responsabilizam a redução dos investimentos realizada pelo governo tucano neste setor. "Um estudo realizado através dos dados do SIGEO- Sistema de Gerenciamento da Execução Orçamentária, mostra que o governo deixou de aplicar R$ 615 milhões, de 2001 a 2005, recursos esses que foram contingenciados", critica a bancada petista. E continua: "Neste mesmo período, o governo do Estado teve um excesso de arrecadação da ordem de R$ 18 bilhões, no entanto os fatos mostram que o combate à criminalidade não foi priorizado pelo governo do Estado, tanto que permitiu o avanço do crime organizado em São Paulo."Os parlamentares do PT de São Paulo afirmam, ainda, que em 2002 o então governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou que tinha desmantelado as organizações criminosas. "No entanto, vemos a maior cidade do país paralisada e dominada pelo medo. A valorização dos policiais, o incentivo ao uso da inteligência no combate à violência, deve ser a premissa da administração pública no compromisso com a segurança da população", destacam os deputados.De acordo com a bancada petista, "a situação é grave, delicada e deve ser tratada com a contínua disposição de união e diálogo entre as forças políticas e institucionais."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.