Para OAB, invasão do MST tumultua a vida do País

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Rubens Aprobatto Machado, afirmou hoje que a exploração política da invasão da fazenda Córrego da Ponte, dos familiares do presidente Fernando Henrique Cardoso, pelo Movimento dos Sem-Terra (MST) "só tumultua a vida do País, num período que tem que ser voltado para o País, para o processo democrático". "Não se pode transformar movimento social em político neste momento. Perde o sentido", afirmou, em referência às declarações do ministro da Justiça, Aloysio Nunes Ferreira, que disse que a invasão está ligada ao PT. Aprobatto afirmou que a exploração política do episódio pode ser feita pelos dois lados, oposição e governo. Sobre a utilização do Exército para fazer a desocupação da fazenda, Aprobatto disse que não é o caminho adequado. "O caminho é a integração de posse por meio de medida judicial. Se houver resistência ao cumprimento da ordem, aí sim pode haver uso de força policial", explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.