Para OAB, governo cedeu às pressões da sociedade

O presidente da OAB, Rubens Approbato Machado, disse hoje que o governo cedeu às pressões da sociedade ao recuar na proposta de reforma da Previdência, mantendo a aposentadoria integral para os servidores públicos. Ele disse ter sido surpreendido com o recuo, porque parecia que a proposta do governo era intocável, a ponto de os líderes governistas afastarem das discussões os deputados que discordavam da proposta original. Para o presidente da OAB deve ter havido uma conscientização de que da forma como estava a reforma não passaria. Segundo Approbato, se a proposta fosse aprovada no Congresso da forma como estava teria problemas no Judiciário. "É melhor negociar do que abrir uma série de litígios que impediriam a aprovação das reformas", disse Approbato, que participa, na Câmara, de homenagem póstuma ao jurista Raymundo Faoro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.