Para Marta, campanha só começa dia 15

A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), disse hoje que só a partir do dia 15 de junho começa a fazer campanha para a reeleição. "Depois do dia 15, eu começo a falar de política. Até lá, eu estou trabalhando o dia inteiro e não estou preocupada em falar de política", afirmou.Marta disse ainda que entende que os outros candidatos à Prefeitura paulistana já tenham iniciado campanha. "Mas eu não preciso. Estou assoberbada de trabalho e não tenho por que entrar em uma campanha antes", comentou, acrescentando que não pode ficar, neste momento, "fazendo entrevista, perdendo tempo ou fazendo coisas eleitorais".Ela ressaltou estar preocupada em entregar para a população de São Paulo tudo o que prometeu. "E é por isso que estou aqui hoje", afirmou, ao vistoriar o viaduto Mercúrio, na região Central, liberado hoje ao tráfego. Além dele, a Prefeitura liberou hoje o tráfego nos viadutos Bresser, 25 de Março e Antônio Nakashima.Apesar de enfatizar que a campanha eleitoral ainda não começou para ela, Marta não deixou de lembrar que sua administração recuperou, até o momento, oito viadutos. "É o dobro do que Maluf e Pitta entregaram em oito anos", observou. O ex-prefeito Paulo Maluf (PP) é candidato à Prefeitura paulistana.Marta também deu uma leve estocada na administração do PSDB, que comanda com o governador Geraldo Alckmin, o Estado de São Paulo. Ao ser questionada sobre de que maneira a prefeitura pode colaborar para minimizar transtornos no trânsito com um início de uma greve dos metroviários prevista para amanhã, Marta respondeu: "Muitas greves estão ocorrendo no Estado." Porém, ela disse esperar que Alckmin encontre uma boa solução para elas (greves).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.