Para marqueteiro de Serra, debate de hoje favorecerá 'respostas pragmáticas'

Um debate diferente, mais programático e focado no cotidiano do eleitor. Essa é a expectativa do jornalista Luiz Gonzalez, responsável pela estratégia de marketing político do candidato tucano à Presidência, José Serra. “As perguntas dos eleitores vão obrigar os dois candidatos a elaborar respostas com exemplos do dia-a-dia”, disse o marqueteiro em rápida conversa com o Estadão no início da tarde de hoje, após desembarcar no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

André Mascarenhas,

29 de outubro de 2010 | 17h21

 

Gonzalez está na capital fluminense para acompanhar o candidato no debate que a TV Globo promove na noite de hoje, o último enfrentamento entre Serra e a petista Dilma Rousseff antes da definição do novo presidente da República.

 

Diferentemente dos embates anteriores, quando as perguntas eram feitas entre os candidatos ou por jornalistas, o encontro desta noite será todo pautado por eleitores indecisos, escolhidos pelo Ibope.

O marqueteiro argumenta que o formato favorece seu candidato. Para ele, Serra “é mais fluente” para transitar entre as questões que devem ser colocadas, ao contrário de Dilma, que “tem um discurso repetitivo”. “É sempre aquela chatice de ‘meu governo e do presidente Lula’ pra cá e pra lá”, alfinetou.

 

Gonzalez veio ao Rio acompanha do por dois membros de sua equipe e pelo jornalista Márcio Aith, chefe da assessor ia de imprensa de Serra. A reportagem o encontrou por acaso, na área de desembarque do aeroporto. Ele falou ao blog enquanto esperava pelo transporte que o levaria ao hotel.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.