Para Mantega, economia cresceu entre 0,5% e 1% no 2º trimestre

Dado do IBGE sai na sexta; taxa média deve ficar entre 5,8% a 6% entre 2011 e 2014, disse o ministro.

BBC Brasil, BBC

30 de agosto de 2010 | 13h51

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta segunda-feira que a economia brasileira fechou o 2º trimestre com um crescimento entre 0,5% e 1%, segundo estimativas da pasta.

O número oficial será divulgado nesta sexta-feira, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No primeiro trimestre do ano, o Produto Interno Bruto (PIB) do país cresceu 2,7%, estimulado principalmente pelo consumo dos brasileiros. Já no 2º trimestre, a avaliação do mercado é de que houve uma pequena.

Para o ministro da Fazenda, o crescimento brasileiro não é "pontual", mas sim "resultado de um processo.

"Já tivemos nos últimos seis, sete anos, um PIB maior e crescendo", disse o ministro, durante um evento em São Paulo.

Pela estimativa de Mantega, a economia brasileira deverá crescer a uma taxa média de 5,8% a 6% entre 2011 e 2014.

Ainda de acordo com a avaliação do ministro, o PIB verá fechar este ano com uma expansão de 7%.

Já os analistas de mercado ouvidos semanalmente pelo Banco Central apostam em um crescimento um pouco maior, de 7,09%.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
economiamantegapib

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.