Para Maluf, resultado da pesquisa Ibope está errado

O candidato do PP à Prefeitura de São Paulo, Paulo Maluf, afirmou que o Ibope errou ao lhe atribuir 14% das intenções de voto na pesquisa divulgada ontem pela Rede Globo, na qual o ex-prefeito caiu 4 pontos porcentuais. Segundo o levantamento realizado entre os dias 28 e 30, José Serra (PSDB) tem 34%, seguido por Marta Suplicy (PT), com 30% das intenções de voto. "As ruas me dão, pelo menos, 25 pontos. Vou para o segundo turno e vou ganhar a eleição."Maluf citou o que acredita ser erros de diferentes institutos de pesquisa para comprovar sua tese. Lembrou, por exemplo, que, em 1998, o Ibope apontou vitória do candidato do PT ao governo do Distrito Federal, Critovam Buarque, mas as urnas elegeram Joaquim Roriz. "Não é que houve fraude, mas os homens erram. Não é possível você pegar um universo de 800 pessoas e fazer a eleição. Então, pra que eleição? Contrata os institutos e declara o vencedor. Tem eleição para mostrar que eles erram", afirmou, depois de participar da inauguração de um comitê de campanha, ainda inacabado, em São Miguel Paulista, zona Leste da Capital.O evento reuniu cerca de 90 pessoas. Maluf, que ainda se recupera da uma rouquidão, não discursou. O candidato a vice, Salim Curiati Júnior, e outros correligionários discursaram em tom bastante agressivo em relação à prefeita Marta Suplicy e ao candidato tucano, José Serra. "A quem interessa esta manipulação canalha das pesquisas. Por que estão apavorados? Estão com medo de Paulo Maluf?", disse o candidato a vereador, Aguinaldo Timoteo (PP). Todos os que discursaram fizeram apelos para que cada eleitor presente entrasse de cabeça na campanha para angariar votos para Maluf.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.