Para Lula, FMI fez programa de FHC

No último dia de sua Caravana da Cidadania pelo sul de Minas, o presidente de honra do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou que o presidente Fernando Henrique Cardoso teve seu programa econômico feito pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), mas ninguém o conhece, porque não é divulgado por não ser bom. O ataque foi uma resposta a afirmações do presidente da República de que a proposta econômica petista era parecida com a sua. Lula afirmou que não há "nenhuma similaridade" entre as duas proposições e declarou que o presidente não leu nenhum dos dois programas.Segundo Lula, ao contrário do que pensa o presidente da Repúlica, o pré-programa do PT para 2002 ainda está em discussão. "Partimos do pressuposto de que é preciso acreditar no mercado interno brasileiro, na indústria nacional, nas chamadas indústrias de consumo popular." Lula, cuja comitiva enfrentou o péssimo estado da pista do trecho Pouso Alegre/Poços de Caldas da BR 459, também atacou o ministro dos Transportes, Eliseu Padilha. "Aquele Padilha teria a obrigação moral de pegar um Volkswagen, daqueles bem duros, e percorrer aquela estrada, para sentir o que os motoristas brasileiros sentem nas nádegas", afirmou. O petista disse ter a impressão de que o governo está privatizando os pedágios, não as rodovias, e afirmou que "nem de graça" haveria interessados em explorar a privatização daquela via. Ele voltou a ironizar o governador de Minas, Itamar Franco (PMDB), outro possível presidenciável. "É que o Itamar ainda não sabe que ela (a estrada) está assim. Na hora em que souber, vai vir aqui brigar com o governo federal e vai colocar a Polícia Militar para fazer treinamento em nome do asfalto da BR-459."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.