Para Lula, crise com Heleno é tema superado

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva tentou encerrar ontem a polêmica desencadeada pelas críticas feitas pelo comandante Militar da Amazônia, general Augusto Heleno Pereira, à política indigenista do governo - que o general definiu como caótica e lamentável. "O assunto está superado", disse Lula, que chegou a reunir-se com o ministro da Defesa, Nelson Jobim, para discutir o assunto.Na sexta-feira, como resultado dessa reunião, o presidente ordenou que Jobim censurasse em particular o general e recomendasse silêncio sobre o assunto. Para evitar repercussões nos quartéis, não foi aplicada nenhuma repreensão pública ao general. Em São Paulo, o presidente em exercício, José Alencar, afirmou que o general Heleno "pode ter errado ao criticar a política do governo", mas ressalvou que o assunto "é pagina virada". Alencar declarou, também, que alguns índios "ainda defendem a idéia de nação independente e isso faz com que haja alguns riscos na fronteira". E lembrou, em seguida, que as Forças Armadas têm acesso total às terras indígenas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.