Para Lula, adicional ao Bolsa Família pode ser 'bom'

Projeto foi aprovado em comissão no Senado e virou o centro de um debate entre petistas e oposição

Tânia Monteiro, Agência Estado

03 de março de 2010 | 13h13

Ao contrário do que fizeram aliados do governo no Senado, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva avaliou positivamente o projeto aprovado pela Comissão de Educação do Senado, que cria um benefício adicional ao Bolsa Família para os alunos que tiverem bom desempenho escolar. "Se todo o mal que o meu governo causou são os meus adversários aprovarem melhorias na política social, ótimo", disse o presidente, em rápida entrevista após lançamento do Portal Brasil. "A ideia da oposição pode ser boa porque é um incentivo a mais para a criança estudar", afirmou.

 

Veja também:

linkAdicional ao Bolsa-Família gera discussão no Senado

 

O projeto foi aprovado na terça-feira, 2, pela comissão no Senado e virou o centro de um debate entre petistas e oposição. A líder do governo na Casa, Ideli Salvatti (PT-SC), acusou a oposição de fazer uso político do programa em um ano eleitoral e avaliou que o projeto coloca a responsabilidade em cima das crianças, que serão forçadas a ter um bom desempenho para que os pais ganhem o adicional no benefício.

 

Nesta quarta-feira, 3, Lula ainda aproveitou o tema para voltar a reclamar do fim Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), que prejudicou a destinação de recursos para a Saúde. "Se eles (partidos de oposição) tivessem feito isso há anos atrás, se não tivessem derrubado a CPMF, a Saúde poderia estar em melhores condições", disse. "Achavam que iam prejudicar o governo derrubando a CPMF. A Saúde poderia estar melhor. Eles agiram com mesquinharia."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.