Para líder, número de assinaturas frustrou expectativa

O líder do PSDB na Câmara, deputado Jutahy Magalhães Júnior (BA), considerou "aquém da expectativa" anunciada pela própria oposição o número de 183 assinaturas de deputados constante no requerimento de criação da CPI da Corrupção entregue hoje ao presidente do Congresso, senador Jader Barbalho (PMDB-PA). "Esse número não dá segurança e tranqüilidade para a oposição", disse o líder, certo de que muitos dos aliados do governo que assinaram o requerimento devem retirar suas assinaturas. Na sua avaliação, o argumento a ser usado para convencer esses deputados é que a CPI não significa uma luta política pela ética, mas sim um processo político para desgastar o governo. "Essa CPI não serve ao País. É política. Não tem nenhum objetivo para apurar nada, e a oposição tenta apenas antecipar o debate eleitoral de 2002", completou o líder do PSDB. Ele, no entanto, considera difícil que os cinco deputados de seu partido que assinaram o requerimento voltem atrás no apoio à CPI.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.