Antonio Cruz|Agência Brasil
Antonio Cruz|Agência Brasil

Para líder do DEM, pedido de impeachment não vai prosperar

Deputado Pauderney Avelino acredita que aliados do governo 'não vão se dispor' a formar comissão

Isadora Peron, O Estado de S.Paulo

08 Dezembro 2016 | 14h51

BRASÍLIA - Líder do DEM na Câmara, deputado Pauderney Avelino (AM), afirmou nesta quinta-feira, 8, acreditar que os pedidos de impeachment contra o presidente Michel Temer não devem prosperar no Congresso. Nesta quinta, a oposição deu entrada com uma nova ação contra o peemedebista. "Dificilmente os deputados que compõem a base do presidente Temer vão se dispor a vir a compor uma comissão (para debater o afastamento de Temer)", disse.

Pauderney lembrou que os líderes da Câmara já se negaram até mesmo a indicar nomes para compor o colegiado, mesmo diante de uma decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal.

Nesta semana, o magistrado chegou a cobrar a demora da Câmara a cumprir a decisão liminar (provisória) proferida por ele em abril para que fosse instalada uma comissão especial para analisar o caso, nos moldes do que ocorreu com a ex-presidente Dilma Rousseff.

Previdência. O líder do DEM também defendeu a rapidez com que o relator da proposta de emenda à Constituição (PEC) que trata da reforma da Previdência, deputado Alceu Moreira (PMDB-RS), protocolou o seu parecer na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. "Esse calendário é importante porque nós começamos a contar prazos. Não tenho dúvida que vamos ter uma tramitação difícil, as discussões não são fáceis. Essa reforma atinge diretamente as pessoas", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.