EFE
EFE

Para Lewandowski, Brasil vive situação de 'incerteza e perplexidade'

Em evento do Conselho Nacional de Justiça, presidente do STF pediu união de esforços para que o Poder Judiciário seja 'uma prova viva de que os juízes brasileiros estão à altura dos esforços que o povo exige das instituições republicanas'

Gustavo Aguiar, O Estado de S.Paulo

24 Novembro 2015 | 19h30

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, afirmou que o Brasil vive "uma situação de incertezas e perplexidades" na abertura do Encontro Nacional do Poder Judiciário, nesta terça-feira, 24. O evento reuniu presidentes dos 91 tribunais brasileiros sob a coordenação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), também presidido pelo ministro.

Lewandowski pediu união de esforços para que o Poder Judiciário seja "uma prova viva de que os juízes brasileiros estão à altura dos esforços que o povo exige das instituições republicanas" para a superação do cenário atual.

Sem mencionar as investigações em curso sobre escândalos de corrupção no País, o ministro disse que os tribunais ganharam "extraordinária visibilidade na atual quadra em que vivemos", e que esse deve ser um motivo de orgulho para os juízes, "seja pelo elevado valor social dos objetivos que já alcançamos, seja pelos memoráveis embates que travamos para atingi-los".

Há duas semanas, Lewandowski causou polêmica ao falar sobre um eventual impeachment da presidente Dilma Rousseff. O ministro declarou em um evento em São Paulo que o País precisa "ter paciência para aguentar mais três anos sem nenhum golpe institucional", sob pena de retrocesso. A fala dele foi classificada como "um verdadeiro arroubo de retórica" pelo ministro Marco Aurélio Mello.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.