Para Lembo, Alckmin deveria impedir polêmica sobre Afif

O ex-governador de São Paulo Cláudio Lembo (PSD) criticou nesta quarta-feira o governador Geraldo Alckmin (PSDB) por não interferir no debate que a Assembleia Legislativa faz sobre a possível perda de mandato do vice-governador Guilherme Afif Domingos (PSD), seu colega de partido. Lembo foi vice de Alckmin na gestão 2003-2006, e assumiu o governo em março de 2006 quando o tucano deixou o cargo para se candidatar à Presidência da República. À época ele estava no DEM, do qual saiu depois, migrando para o PSD, onde estão Afif e o ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab.

FERNANDO GALLO, Agência Estado

06 Junho 2013 | 08h33

"Ele (Alckmin) devia solicitar à bancada dele que analisasse essa questão com uma visão global, e não com uma visão absolutamente provinciana. A Assembleia Legislativa tem um líder do governador e ele tem influência na casa. Alckmin devia estar orgulhoso de ver um quadro dele chamado para Brasília", afirmou Lembo.

Para ele, a questão devia ser encerrada pelo governo estadual. "O governador tem que se preocupar com assuntos mais sérios, e não criar esse falso dilema que não existe".

O ex-governador avaliou que a discussão sobre a dupla função de Afif "não tem importância alguma" e "é falta do que fazer". "Além do mais. não é problema do PSDB, é da comunidade, e ela está muito satisfeita com Afif no ministério". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre:
Afif cargos Claudio Lembo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.