Para Jucá, Senado aprovará nome de Barroso para o STF

O segundo vice-presidente do Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), afirmou nesta quinta-feira que a Casa deve aprovar a indicação do advogado Luís Roberto Barroso para ocupar o cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). A presidente Dilma Rousseff indicou Barroso para ocupar a cadeira que estava vaga desde novembro com a aposentadoria compulsória do ex-presidente da Corte Carlos Ayres Britto. Para Jucá, a apreciação será rápida.

RICARDO BRITO, Agência Estado

23 de maio de 2013 | 19h14

"A indicação será apreciada rapidamente pelo Senado. É um nome que a presidente Dilma considerou como adequado para a vaga e, pela sua história, sua bagagem e sua posição como constitucionalista, o Senado deverá aprovar seu nome, completando o quórum do STF", disse o senador.

Pela Constituição, cabe ao Senado realizar a sabatina do indicado para o Supremo na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Ele terá de passar por votações secretas tanto na CCJ como no plenário da Casa. O Supremo está atualmente com dez ministros na sua composição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.