Para Jader, Arruda fez o mais conveniente politicamente

O presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), disse que o ex-líder do governo José Roberto Arruda (PSDB-DF) fez seu pronunciamento de hoje no plenário da casa, admitindo seu envolvimento na violação do sistema de votação eletrônica do plenário, porque considerou que pessoalmente seria um alívio e que, politicamente, seria mais conveniente. "Ele entendeu que politicamente era melhor antecipar seu pronunciamento para hoje, ao invés de esperar o Conselho", disse Barbalho, referindo-se ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, a quem caberá julgar os parlamentares envolvidos no episódio de violação do sistema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.