Para internautas, saída de Carlinhos Cachoeira da prisão é injusta

Usuários de redes sociais questionam decisão que permitirá ao contraventor cumprir restante da pena em regime semiaberto

O Estado de S.Paulo

21 de novembro de 2012 | 09h55

Internautas manifestaram indignação com a saída do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, da prisão. Por decisão da Ana Cláudia Barreto, da 5ª Vara Criminal de Brasília, a prisão provisória foi revogada. Nas redes sociais, usuários questionaram os critérios da Justiça para libertá-lo.

 

Cachoeira estava preso havia nove meses depois dos resultados da investigação da Operação Saint Michel, da Polícia Federal, que apurou tentativa de fraude a licitação no sistema de bilhetagem do transporte público para o governo do Distrito Federal.

 

Ao estabelecer a sentença na ação, no entanto, a juíza o condenou a cinco anos de reclusão, em regime semiaberto, mais 50 dias multa (cerca de R$ 3 mil) pelos crimes de formação de quadrilha e tráfico de influência.

Tudo o que sabemos sobre:
cpi do cachoeiracarlinhos cachoeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.