Para imprensa argentina, Lula sofreu sua primeira derrrota

A imprensa argentina interpretou como o primeiro revés do presidente Luiz Inácio Lula da Silva as alterações feitas no projeto de reforma da Previdência. Para o tradicional jornal La Nación, as reformas "foram obstaculizadas" e o governo Lula "teve sua primeira derrota parlamentar desde que chegou ao poder".O centenário jornal portenho sustentou que o projeto de lei da Reforma acaba sendo "menos ousada do que se esperava". Além disso, La Nación" destacou as tentativas "frenéticas" do presidente Lula em incluir novamente alguns cortes dos privilégios que haviam sido retirados do texto do projeto.O jornal econômico Ámbito Financiero afirmou que Lula "apresentou uma versão mais suave de sua reforma". Segundo o jornal, a reforma da Previdência era o projeto do governo mais esperado pelos mercados, mas foi "suavizada" pelos próprios parlamentares do PT.Outro jornal econômico, o El Cronista, também considerou que o governo teve que ceder, e destacou as acusações que o presidente Lula sofreu por parte de diversas lideranças políticas, especialmente a de Leonel Brizola, de "render-se diante das leis do mercado".No entanto, El Cronista ressaltou os elogios provenientes dos EUA sobre as reformas implementadas pelo governo Lula.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.