Para Gushiken, Marta manterá trajetória ascendente no 2º turno

O ministro da Secretaria de Comunicação de Governo e de Gestão Estratégica, Luiz Gushiken, afirmou hoje, em São Paulo, que a candidata à Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy (PT), manterá "trajetória ascendente" em relação ao seu principal oponente, José Serra (PSDB), caso os dois caminhem para o segundo turno. Ambos estão na frente nas pesquisas eleitorais. "Já a tendência do Serra é descendente, isso deve se manter no segundo turno", acredita o ministro.Segundo ele, "o segundo turno "é outra eleição , por isso as campanhas deverão ser renovadas". "O segundo turno abre uma nova realidade que coloca o eleitorado acima de limites ideológicos", opinou.Questionado sobre a possibilidade de o PT aceitar o apoio do candidato Paulo Maluf no próximo turno, Gushiken afirmou que isso terá de ser discutido com as bases. "Não sei se o partido aceitaria o Maluf, mas a tendência no segundo turno é partir para a flexibilidade". "O debate político em São Paulo é o mais complexo de todo o País", ressaltou ele.Gushiken participou hoje de café da manhã com a prefeita Marta Suplicy no comitê central da campanha, em São Paulo. Estavam presentes os ministros Guido Mantega (Planejamento), Aldo Rebelo (Coordenação Política) e Márcio Thomaz Bastos (Justiça), além do senador e ex-marido da prefeita, Eduardo Suplicy, e do líder do governo no Senado, Aloizio Mercadante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.