Para Grajev, problemas sociais não precisam de recursos externos

O assessor especial da Presidência da República, Oded Grajew ,disse hoje que o Brasil não precisa de ajuda externa para resolver seus problemas sociais. "Os programas de cooperação internacional não consideram o País merecedor de recursos externos para resolver problemas sociais. E eles têm razão porque os recursos estão aqui", afirmou, durante seminário na Câmara Americana de Comércio (Amcham).Segundo Grajew, a sociedade brasileira "tem tudo" para acabar com a miséria, pobreza, analfabetismo e problemas de saúde no País. "Se a gente perceber que tudo está aqui, nossa atitude muda radicalmente", disse. Grajew disse que no País há hoje 50 milhões de pobres, 22 milhões de miseráveis e 20 milhões de analfabetos. "A sociedade brasileira não fez escolha ética de enfrentar seus problemas sociais e isso é uma vergonha." Para o assessor da Presidência, falta competência para mapear recursos existentes e capacidade de promover parcerias, além de canalizar e casar recursos com carências. "Se cada empresa brasileira alfabetizasse duas pessoas, em três ou quatro anos, o analfabetismo acabaria no Brasil", afirmou. "Não custa nada, só vontade política", afirmou, acrescentando que o PIB cresceria 5% com o fim do analfabetismo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.