Para governo, greve não afeta estradas

O governo federal informou que não há mais problemas em função do movimento dos caminhoneiros nas estradas federais. Essa avaliação foi feita no Palácio do Planalto, durante reunião entre os ministros Eliseu Padilha, dos Transportes; José Gregori, da Justiça; e o general Alberto Cardoso, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República. Nesse encontro, os ministros reconheceram que durante a madrugada e hoje pela manhã ocorreram problemas no Paraná e Rio Grande do Sul em função de desentendimentos entre os caminhoneiros, inclusive com atos de violência. O governador do Paraná, Jaime Lerner, assegurou ao governo que os caminhoneiros envolvidos vão ser responsabilizados. Por sua vez, o Palácio do Planalto estuda uma forma de cobrar dos idealizadores do movimento os gastos referentes à mobilização da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Federal para manter a segurança nas estradas. Na próxima quarta-feira haverá uma reunião ordinária no Ministério dos Transportes, entre representantes do governo, entidades patronais e caminhoneiros, para continuar a análise da pauta de reivindicações da categoria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.