Para Geddel, MP segue cartilha do PT para investigar Santoro

O primeiro-secretário da Câmara, Geddel Vieira Lima (PMDB-BA), disse que o Ministério Público está seguindo a cartilha do governo Lula, ao tomar as medidas legais cabíveis para investigar o caso do subprocurador-geral da República, José Roberto Santoro, que, de acordo com uma fita divulgada ontem, teria tentado obter do bicheiro, Carlinhos Cahoeira, a gravação original da fita de vídeo que mostra o ex-assessor da Presidênca, Waldomiro Diniz, pedindo propina. Na condição de filiado a um partido aliado ao governo, Geddel disse que aceita seguir o que o governo quiser nessa discussão. "Ou bem se considera que o Ministério Público já está tomando as medidas necessárias, ou se faz uma CPI para apurar o caso", disse em tom irônico Geddel. Para ele, se na lógica do governo Waldomiro não merece uma CPI, é porque o governo já está agindo com instrumentos que tem para investigar, o raciocínio também vale para o Ministério Público. Na mesma linha de alguns tucanos, Geddel avalia que o saldo final do episódio dessa segunda fita é negativo para o governo, porque reacende a polêmica sobre o caso Waldomiro.TV mostra fita em que subprocurador conversa com bicheiro sobre Waldomiro MP investigará subprocurador que conversou com bicheiro PSDB usa fita do subprocurador como argumento a mais para criar a CPI do caso Waldomiro CPI é luta política, diz o Professor Luizinho Ministro da Justiça reúne assessores para discutir o caso da fita Senador Tuma estranha atitude do subprocurador Lula diz que conversa do subprocurador é "fato muito grave" Para deputados tucanos, atitude do subprocurador é normal

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.